quarta-feira, 13 de março de 2013

A Escola Bíblica Dominical e a evangelização


Consta que a Escola Dominical têm sido o maior introdutor de pessoas nos róis de membros das igrejas. Mas, consta-se também que em algumas igrejas não é esta a realidade, com a tendência geral de rejeição dos métodos de evangelização que exigem o empenho pessoal dos crentes, e com a tendência geral de acomodação aos padrões mínimos de religiosidade e de consagração, as escolas dominicais perdem a sua qualidade de forte agência evangelizadora. Devemos estar vigilantes e cuidadosos para que não sejamos pegos em dormência espiritual, totalmente indiferentes as necessidades dos que se encontram perdidos. Nós como Igreja devemos ser constantes na obra evangelizadora, reagindo contra a inércia e o comodismo que têm servido de mordaça para muitos membros de igrejas, pois não têm demonstrado nenhum empenho em testificar de Cristo.
O que nos leva a compreender porque a EBD é uma excelente força evangelizadora é quando admitimos que os meios por excelência de evangelização são a Palavra de Deus e a Igreja. A Palavra, porque é o único meio objetivo e divinamente autorizado pela revelação de Deus, do seu ser, das suas obras, da salvação e do plano de salvação. Razão pela qual a Palavra de Deus é o principal e maior meio de graça, do qual dependem os demais. Portanto, evangelização sem ensino não é evangelização. “E assim, a fé vem pela pregação e a pregação pela palavra de Cristo” Rm. 10.17.  A Igreja, porque é o organismo estabelecido por Cristo para reunião dos seus e para o prolongamento e continuidade da sua missão no mundo. “ A igreja, na verdade, tinha paz por toda a Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se e caminhando no temor do Senhor e, no conforto do Espírito Santo, crescia em número.” At. 9.31. O que é a Escola Dominical, senão a Igreja reunida para o estudo da Palavra de Deus, portanto é a EBD um meio pelo qual vidas (abrangendo, diferentes faixas etárias e classes sociais) são transformadas mediante o ensino e pregação da Palavra.
Portanto, são objetivos da Escola Dominical, o ensino da Palavra de Deus, visando a levar pessoas a Cristo, edificar e fortalecer os já convertidos e estimular os crentes à obediência prática, à evangelização e ao serviço. Diante do exposto destacamos a necessidade de recuperarmos uma visão evangelizadora para a EBD e diante dos desafios e mandamentos de Deus, a EBD não pode deixar de estimular seus alunos à obediência prática diária, à evangelização e ao serviço. 

Adaptado “Aprimorando a Escola Dominical” Odayr Olivetti  

Estratégias que podem tornar a EBD de sua Igreja uma força evangelizadora:

·       *  Levar ao entendimento e conscientização de cada participante da Escola Dominical que a evangelização constitui-se em um dos objetivos da EBD. Sendo, a escola dominical, parte integrante da Igreja Cristã e não uma instituição isolada, os mesmos objetivos da Igreja constitui-se da EBD. Quais sejam: glorificar a Deus; ter comunhão com Deus e uns com os outros; promover a edificação, ou seja, a santificação e o crescimento espiritual e testemunhar que se expressa no comportamento moral, no serviço ao próximo e na comunicação do evangelho de Cristo. Se cada professor e cada aluno tiverem a plena convicção dessas verdades, isto irá influenciar tanto no comportamento dentro da igreja como fora da igreja.
·       *  Apresentar periodicamente o plano da salvação, independentemente da lição que está sendo trabalhada, o professor deve aproveitar todas as oportunidades para falar da salvação à seus alunos, lembrem-se que ninguém nasce salvo, nossas crianças e adolescentes precisam ser evangelizados. Precisam também, está bem fundamentados na Palavra da Verdade para não serem arrastados ao abismo por falsas doutrinas, muitas delas dentro das próprias igrejas.
·       *  Adquirir literaturas evangélicas, folhetos e porções bíblicas para o acervo da EBD, este material pode ser entregue aos visitantes pelos professores, ou pode ser realizada a entrega das porções bíblicas e convites pelos professores e alunos aos transeuntes, uma hora antes do início do Culto da Escola Dominical, ou ainda pode ser feito a domicílio.
·        * Elaborar e disponibilizar convites (personalizados) das classes da EBD, de modo que sejam distribuídos pelos próprios alunos. Estou elaborando um convite para a minha classe de adolescentes, nele irá constar as lições que estão sendo trabalhadas, como funciona as classes, e quero colocar imagens da nossa classe, cada trimestre irei fazer um convite diferente.
·      *  Utilizar programações especiais e datas comemorativas com o objetivo de evangelização. Exemplos: Dia das mães, dia dos pais, da páscoa, dia da Bíblia, dia das crianças, etc
.
“ Se o Conselho tiver visão evangelística, ele orará para que Deus lhe indique um superintendente bom, com esta visão. E na hora de nomear os outros cooperadores para a Escola Dominical, serão procurados ‘servos’... que são evangelistas em todo o seu trabalho... Assim, os professores terão visão evangelística e colocarão, na sua lista de oração, não somente os que estão dentro, mas também os que estão fora do aprisco para ganha-los (Jo. 10.16). E os secretários não acharão seu trabalho enfadonho, se fizerem bilhetinhos com os nomes de faltosos (e daqueles que devem ser ganhos), entregando-os na hora do relatório a membros presentes para que os visitem naquela semana, ganhando-os (de volta) o quanto antes. E por que não poderíamos nomear um ‘Barnabé’, um verdadeiro consolador (At. 4.36; 11.25) para coordenar este trabalho de visitação? E por que D. ‘Dorcas’ está pensando hoje que trabalhar num escritório é mais importante do que educar seus filhos e ajudar famílias necessitadas? (At. 9.36,39)” – Rev. Francisco Leonardo Schalkwijk.

Que Deus faça da Escola Dominical da minha e da sua Igreja uma força evangelizadora. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário